296Visitas |  Like

Dicas de alimentação para gestantes

Fase maravilhosa na vida de uma mulher, uma mistura de sentimentos sem explicação. Ansiedade no topo e claro, acaba descontando na comida…. Nada de ficar pensando “tenho que comer para dois”, isso é conversa, lindonas! Servindo apenas para engordar! Nessa fase você precisa se alimentar com alimentos saudáveis e com regularidade. Pensando nisso, o nutricionista João Paim para passar algumas dicas de alimentação para gestantes.

Durante a gestação as mulheres ficam com medo e com receio de engordar. Porém, é importante esquecer um pouco esse receio e se preocupar com a saúde do feto que irá depender de todo o plano alimentar da mãe para o seu desenvolvimento.

O nutricionista irá adequar toda a dieta para o ganho de peso da gestante e, através da nutrição personalizada, aliviar os sintomas como náuseas e prisão de ventre.

Algumas dicas gerais de alimentação para gestantes:

Em caso de enjôos e vômitos:

– comer menos e fracionar as refeições ao longo do dia
– atenção a hidratação: o ideal é ingerir líquidos entre as refeições e evitar a ingestão durante
– evitar frequentar os locais onde exista preparação de refeição para não enjoar com o cheiro
– temperos instantâneos ou temperos muito fortes estão relacionado com o enjôo, portanto evite-os
– alimentos gordurosos, frituras, massas instantâneas também não são recomendados
– coma lentamente e mastigue bem os alimentos

Em caso de gases:

– evite falar enquanto come
– mastigue bem os alimentos
– ficar atenta a alimentos que podem provocar gases como batata-doce, ovo, alho, brócolis, cebola, ervilha, feijão e outros

Em caso picamalácia: desejo de comer “coisas estranhas”

– Evitar comer coisas que não são comestíveis pois podem prejudicar o bebê, podem estar contaminados com alguma bactéria e provocar vômitos, diarreias e até mesmo, dependendo do que for ingerido, comprometer a saúde do bebê e aumentar o risco de partos prematuros.

Em caso de prisão de ventre:

– ingerir alimentos laxativos como algumas frutas com bagaços e fibras. Mamão, ameixa e vegetais crus são as melhores opções.

Em caso de gestantes obesas:

– Um estudo publicado no “Medicine Science Sports Exercise” mostrou que gestantes obesas e com sobrepeso que praticam exercício físico e se alimentam com programas individualizados de nutrição, reduzem o risco de ganho de peso excessivo e pode ajudar no controle de peso após o parto.

Nutrientes fundamentais:

Cálcio, zinco , ácido fólico, ômega 3 e ferro são nutrientes importantíssimos na gestação. A suplementação principalmente de ômega 3 e ácido fólico estão relacionados com o desenvolvimento neural do feto e vários outros benefícios a saúde.

Procure um nutricionista para a orientação individualizada na gestação e cuide da sua própria saúde e da saúde do seu bebê.