439Visitas |  Like

Dicas práticas para arrumar a bolsa do bebê antes do passeio

VEJA NOSSAS DICAS PARA NÃO DEIXAR FALTAR NADA PARA SEU FILHO FORA DE CASA

A partir do segundo mês de vida, os bebês já podem de sair de casa para passeios rápidos. Esse é o momento em que os pais já podem apresentar o filho para os amigos e aproveitar mais os momentos em família. Como saber, no entanto, os itens que o bebê vai precisar fora de casa?

Tudo depende de quanto tempo o bebê vai passar fora de casa, mas alguns itens são essenciais. A enfermeira especializada em neonatologia Luciana Santos, filha de Edson e Dirce, recomenda uma fralda a cada três horas. “Levar três na bolsa é uma boa quantidade para não faltar em nenhuma hipótese”, acrescenta Luciana, que também é orientadora do curso de gestantes do Hospital e Maternidade Santa Joana.

Também é importante levar trocas de roupas, caso o bebê se suje ou o tempo mude. “O ideal são algumas peças mais frescas e outras mais quentes para o bebê não passar frio, nem calor”, alerta a enfermeira. Se essas roupas sujarem, também é importante ter em mãos sacos plásticos para não contaminar as outras coisas da bolsa.

Creme antiassadura, lenços umedecidos, fralda de pano e álcool em gel para a mãe fazer higienização das mãos também são itens que não podem faltar na bolsa de passeio do bebê. A nutricionista Carla Muroya, mãe de Catharina, que tem pouco mais de três meses, segue todas essas recomendações na hora de preparar os pertences para sair de casa com a filha. Ela só acrescenta mais dois itens: chupeta e escova de cabelo.

E engana-se quem pensa que a bolsa do bebê fica cada vez mais vazia com o passar do tempo. Depois dos seis meses de vida, os bebês precisam de ainda mais coisas quando vão dar um passeio fora de casa.

Nesta fase, bebê já está começando a comer papinhas e frutas. “Sendo assim, é preciso carregar as comidas em recipientes térmicos, água filtrada e potinhos com a quantidade certa de fórmula para fazer a mamadeira do bebê, se a mãe não estiver mais amamentando”, lembra a enfermeira.

Além de todos esses componentes, é importante que a mãe tenha na bolsa a carteirinha do convênio, um termômetro, antitérmicos e analgésicos prescritos pelo médico. “Seja qual for a idade do filho, esses itens são básicos para uma emergência”, alerta a especialista.

É claro que você sabe melhor do que ninguém o que é importante para o seu bebê! Arrume a bolsa e bom passeio!

FONTE: paisefilhos.com.br