185Visitas |  1

PROTETOR SOLAR COM REPELENTE: MITOS E VERDADES SOBRE O USO DO PRODUTO!

Com a chegada do verão, a necessidade de usar filtro solar e repelente se torna ainda maior. Como a incidência de raios ultravioleta fica ainda mais intensa nessa temporada e a quantidade de mosquitos aumenta de forma significativa, aliar os dois produtos é a melhor maneira de ficar totalmente protegida. Por causa disso, para aquelas que querem uma rotina mais prática, a versão do protetor solar que já conta com repelente aparece como a melhor opção! Mas, por unir os dois efeitos em um só, ainda surgem muitas dúvidas em relação a ele – como, por exemplo, em relação à eficácia e o modo como fica na pele. Para entender melhor sobre isso, confira a matéria e descubra mitos e verdades!

1. PROTETOR SOLAR COM REPELENTE NÃO ENTREGA A PROTEÇÃO NECESSÁRIA

Mito. Tem quem ache que a proteção solar pode acabar reduzida ou que ação do repelente pode não funcionar tão bem assim quando os dois aparecem juntos em um único produto. No entanto, ao contrário do que alguns acreditam, essa combinação não compromete em nada a eficácia de nenhum deles: contando com FPS acima de 30 e DEET repelente na composição – que é o ativo responsável por afastar os insetos – o efeito continua o mesmo; apenas a rotina de beleza que fica mais rápida e prática com a junção dos passos.

2. PRODUTO PRECISA SER REAPLICADO AO LONGO DO DIA

Verdade. Assim como acontece com o protetor solar comum, a transpiração ao longo do dia faz com que o produto acabe saindo. Por isso, para ficar totalmente protegida contra os insetos e ação dos raios UVA e UVB, o ideal é reaplicar o filtro com repelente de duas em duas horas – principalmente, se estiver em um ambiente ao ar livre exposta ao sol ou em algum local com muitos mosquitos.

3. PROTETOR SOLAR COM REPELENTE DEIXA A PELE PEGAJOSA

Mito. Muitas mulheres ficam na dúvida sobre o uso do produto por areditarem que ele só vai deixar a pele brilhosa e pegajosa com a junção dos dois produtos. No entanto, ao contrário do que acreditam, essa combinação traz mais vantagens que malefícios – já que, por unir tudo em uma única fórmula, descarta o acúmulo que causa esse efeito.

4. PRODUTO NÃO PRECISA SER REAPLICADO NO ROSTO

Verdade. Como a pele do rosto tem necessidades diferentes das outras áreas e os insetos costumam atacar mais o pescoço e os braços, não é necessário aplicar o filtro solar com repelente nela.

O ideal é usar uma versão tradicional específica para o tipo da sua derme – seja ela oleosa, mista ou seca – e concentrar o que conta com ação repelente nas áreas do corpo que ficam mais expostas.

5. PRODUTO NÃO PODE SER USADO EM QUALQUER SITUAÇÃO PORQUE TEM CHEIRO FORTE E MANCHA A PELE

Mito. O filtro solar com ação repelente é formulado com um cheiro suave e, por ter uma textura bem fácil de ser espalhada, não deixa a pele com resíduos brancos ou qualquer aspecto manchado que atrapalhe o look. Dá para usar logo antes de sair de casa para ir à praia ou ou trabalhar sem risco nenhum!

FONTE: belezaextraordinaria.com.br