987Visitas |  Like

Cabelos no divã: saiba como tratar seus fios ressecados

Olhe para a sua cabeleira e me diga: qual é o problema dela? Não sabe? Pois é exatamente isso que vamos ajudar você a descobrir. Para essa missão, contamos com o apoio dos profissionais Fernando Cassolari, do salão Ricardo Cassolari, e Gisely Farias, do Magika Cabelo & Corpo, ambos de São Paulo. Confira as dicas e cabelos no divã já!

Madeixas ressecadas
Fios sem brilho, ásperos, com pontas duplas e que embaraçam com facilidade podem estar ressecados. Isso significa que esse cabelo está carente de água devido ao uso excessivo de secador e chapinha, à exposição ao sol etc. Nesse caso, o mais indicado é fazer hidratações semanais em casa ou no salão para devolver a umidade natural das madeixas.

Cabelos porosos
“A porosidade é provocada pelo desequilíbrio nas escamas protetoras do fio, causando a perda de umidade, lubrificação deficiente e facilitando a penetração de agentes que danificam e fragilizam os cabelos”, explica Fernando. Normalmente danificado por processos químicos, esse tipo de fio ganha um aspecto “espigado”, ficando sem movimento, áspero, muito quebradiço e embaraçado. Para recuperá- lo, é indicado que ele receba uma reconstrução capilar e uma cauterização após algumas semanas, dependendo da situação. Abuse também de banhos de creme à base de queratina e produtos compostos por substâncias emolientes, além de colágeno, vitaminas e aminoácidos.

Cabeleira elástica
Químicas agressivas, como a descoloração, são as principais responsáveis por esse problema. “Nesse caso, a estrutura do fio está extremamente danificada, por isso ele se torna opaco e quebra só de passar a escova”, orienta Gisely Farias. A associação de cuidados, como hidratação, tratamentos de choque, reconstrução e cauterização, ajuda a devolver a elasticidade natural do cabelo, pois repõe os nutrientes, aminoácidos e proteínas deficientes.

Fios quebradiços

Aqui, as madeixas perdem a maleabilidade e se rompem com facilidade. Esse tipo de cabelo, normalmente, sofre com químicas feitas com produtos de baixa qualidade ou devido à alta temperatura. Às vezes, o problema também pode ser causado pelo excesso de queratina. Para tratar os fios, invista em hidratações ou troque a linha de produtos que usa (quando o problema é o excesso de queratina, por exemplo).

FONTE: altoastral.com.br